O Estado

O Tocantins é uma das 27 unidades federativas do Brasil, sendo seu mais novo estado. Está localizado a sudeste da Região Norte e tem como limites o Maranhão a nordeste, o Piauí a leste, a Bahia a sudeste, Goiás a sul, Mato Grosso a sudoeste e o Pará a noroeste. Ocupa uma área pouco menor que o Equador, e ligeiramente maior que Burkina Faso e Nova Zelândia. Sua capital é a cidade planejada de Palmas.
As cidades mais populosas são Palmas, Gurupi, Araguaína, Porto Nacional, Paraíso do Tocantins e Colinas do Tocantins. O relevo apresenta chapadas ao norte, o espigão do Mestre a leste e a planície do médio Araguaia, com a ilha do Bananal na região central. São importantes o rio Tocantins, o rio Araguaia, o rio do Sono, o rio das Balsas e o rio Paranã. O clima é tropical.
A economia se baseia no comércio, na agricultura (arroz, milho, feijão, soja), na pecuária e em criações.
O estado foi criado por determinação da Constituição de 1988, a partir da divisão do estado de Goiás (parte norte e central). Mas a idéia de se constituir uma unidade autônoma na região data do século IXX. Criado em 5 de outubro de 1988, o estado do Tocantins foi oficialmente instalado em 1º de janeiro de 1989.
O girassol tornou-se a planta símbolo do estado. Sua flor amarela, aberta em várias pétalas, simboliza o sol que nasce para todos. As cores oficiais do estado são o amarelo, o azul e o branco.
O Tocantins, estado mais novo da nação, é conhecido como uma terra nova, de novas possibilidades e oportunidades, atrativa para migrantes e propícia ao aporte de novos investimentos com uma série de incentivos fiscais: a economia tocantinense está assentada em um agressivo modelo expansionista de agroexportações e é marcada por seguidos records de hiper-superávits primários: cerca de 89% de sua pauta de exportação é soja em grão, cerca de 10% é carne bovina e 1% outros, revelando sua forte inclinação agropecuária.
A vegetação do Tocantins é bastante variada; apresenta desde o campo cerrado, cerradão, campos limpos ou rupestres a floresta equatorial de transição, sob forma de "mata de galeria", extremamente variada.
O relevo do estado do Tocantins é sóbrio. Pertence ao Planalto Central Brasileiro. Caracteriza-se, sobretudo, pelo solo sob cerrados, predominando, na sua maioria, superfícies tabulares e aplainadas, resultantes dos processos de pediplanação.
Palmas
Capital

Tocantinense
Habitante

Norte
Região

277.620 km²
Área

1.515.126 hab
População (2015)

139
Número de Municípios

TO
Sigla

Tocantins




Federação Tocantinense de Futebol
Sede: Palmas (TO)
Fundação: 07 de abril de 1990
Web: www.ftf.org.br

  • Equipes

    54

  • Escudos

    52

  • Estádios

    25

  • Uniformes

    95

  • Mascotes

    25

  • Finalizados

    100%

A Federação Tocantinense de Futebol (FTF), surgiu em 1993, é o mais novo Estadual do Brasil, já que o Estado do Tocantins foi criado apenas em 1988, a partir do desmembramento do Estado de Goiás.
Em fevereiro de 1993, o então deputado federal Leomar Quintanilha, empenhado em consolidar o futebol do estado, viajou para o Rio de Janeiro com o objetivo de viabilizar a concretização de um grande sonho, o de profissionalizar o futebol tocantinense. O resultado da viagem não poderia ter sido melhor. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou a profissionalização do futebol tocantinense e anunciou a participação de equipes do estado nas competições nacionais por ela promovidas.
No mês de março, a FTF realizou um congresso, para o qual convidou todas as pessoas do estado direta ou indiretamente ligadas ao futebol. No evento deu-se a ênfase à alvissareira notícia de profissionalização e iniciou-se o processo de definição de eventos, a serem promovidos pela federação. Na oportunidade foram traçadas os planos para a realização do primeiro Campeonato Estadual Profissional e de Campeonatos Estaduais Amador, Junior e Feminino.
Em abril a cidade de Tocantinópolis, teve início o Campeonato Estadual profissional, com o jogo entre o TEC e o Miracema. O TEC venceu a equipe adversária por 4x1. Ainda em abril registrou-se a participação do União Atlética Araguainense e do Tocantinópolis na Loteria Esportiva do certo ou Errado da Caixa Econômica Federal. O presidente da FTF, Leomar Quintanilha, foi convidado pela CBF para chefiar a delegação do Brasil no Mundial de Juniores da Austrália. Naquele Mundial, o Brasil sagrou-se campeão, o que elevou o prestígio do Tocantins junto à entidade nacional. Já no mês de outubro, a equipe do Tocantinópolis viajou para Goiás para disputar três partidas válidas pelo campeonato Brasileiro da Segunda Divisão. Os resultados foram: TEC 2x1 Atlético Goianense, TEC 1x1 Vila Nova (GO) e TEC 0x0 Goiatuba. Em dezembro, o Kaburé venceu o Intercap, na prorrogação conquistando a Copa Tocantins.
Em fevereiro de 1994, a FTF instalou sua sede na Capital do estado, criando, desta forma, maior facilidade de integração com os clubes. No mês de março, a FTF realizou o II Congresso de Futebol Tocantinense. Ainda em março, um dos dirigentes da FTF assumiu a presidência, através de liminar, que o colocou no cargo por 14 dias. Em abril, o Tribunal de Justiça cassou a liminar concedida e Quintanilha foi reconduzido ao cargo com vitória de 17x7 sobre o oponente e realizou o 2° Congresso de Futebol Tocantinense. No mês de março de 1995, a equipe do Kaburé estreou na Copa do Brasil jogando contra o Flamengo, em Colinas, no estádio Bigodão. A equipe tocantinense perdeu por 1x0. Já no jogo de volta disputado no Rio de Janeiro, o Kaburé foi goleado pelo placar de 8x0. Em agosto, quatro equipes do Estado, Gurupi, Intercap, Kaburé e União Atlética Araguainense, participaram do Campeonato Brasileiro da Série C. Em setembro, iniciou-se a Copa Sudeste, porém, o fato que mais marcou o ano foi a presença do ministro extraordinário do Esporte, Edson Arantes do Nascimento, Pelé, na abertura do Torneio de Integração, em Gurupi.
Em 1997, o Kaburé estreou na Copa do Brasil. Jogando contra o vice-campeão Brasileiro de 1996, a Portuguesa de Desportos. No jogo de ida houve empate por 1x1, no estádio Bigodão, em Colinas. Na partida de volta disputada no estádio do Canindé, em São Paulo, a Portuguesa venceu por 8x0. Em setembro, as equipes do Palmas e do Tocantinópolis participaram do campeonato Brasileiro da Série C contra o Brasília e a Ceilandense, ambas do Distrito Federal. Em outubro, durante um evento festivo em Palmas, vários presidentes de clubes profissionais e amadores, assim como desportistas diversos, entregaram à Quintanilha um manifesto de apoio à sua reeleição para o quadriênio 1998/2002. Em dezembro, ocorreram as eleições para a presidência da FTF, oportunidade em que o Senador Leomar Quintanilha foi reconduzido ao cargo por aclamação. Registrou-se na oportunidade, as honrosas presenças do Governador Siqueira Campos e do bicampeão Mundial Nilton Santos. Em janeiro de 1999, o presidente da FTF participou na CBF da definição da Copa Centro-Oeste, configurando-se em mais uma importante conquista do futebol tocantinense. O Interporto participou da Copa do Brasil e da recém criada Copa Centro-Oeste. No mês de março, durante reunião do Conselho Técnico com representantes dos clubes profissionais, em comum acordo com o dirigentes, resolveu unificar a Copa Tocantins e Campeonato Tocantinense, ocasião em que também foi criado o Campeonato Estadual Sub-20, do qual sagrouse campeã a equipe do Tocantinópolis.



 
Última atualização: agosto/2016






© Desde 2008 | POR COLEÇÃO DE CLUBES | criado por www.casadaideia.com.br - Todos os direitos reservados.